Notícia

Robô Artas – transplante de cabelo sem corte, sem dor

A calvície não é considerado doença, muitas vezes é um sintoma de algo que não vai bem, mas a boa notícia é que na maioria dos casos tem solução!

Calvície é a perda parcial ou total de cabelos. A queda de cabelo está associada a genética e, apesar do problema ser considerado estético, existem casos agravados ou até mesmo provocados por doenças. Quando isso acontece, a calvície (conhecida pelos médicos como alopecia androgenética) recebe outros nomes. “Não tente resolver com receitas caseiras, precisa-se entender o problema para depois ver a melhor solução. Consulte o médico especializado, o tricologista, ele poderá investigar o que está acontecendo”, recomenda a doutora Alessandra Juliano, dermatologista internacionalmente conhecida por sua formação clínica em tricologia e cirúrgica de transplante capilar.

Para quem já sabe que a melhor solução para o seu caso é implante de cabelo, o Robô Artas pode ajudar. É o método para a realização de transplante capilar mais preciso e que não deixa cicatrizes. O Robô Artas faz a remoção dos folículos capilares, grupos com dois a quatro fios de cabelos, sem a necessidade de cortes e com muito mais rapidez.

Na Aepit cabelo temos dois profissionais que realizam o procedimento, a Dra. Alessandra Juliano, que também atende no Silicon Valley Hair, na Califórnia, e o Dr. Rodrigo Frota, membro da Sociedade Internacional de Restauração Capilar.

“O Artas nos auxilia, de forma mais rápida e precisa, na remoção dos folículos. Mas precisamos ressaltar que a naturalidade do resultado não depende do robô, a técnica e arte continua sendo do profissional que o manuseia, por isso é necessário procurar referencia do seu médico”, explica Dr. Rodrigo, que já realizou mais de XX transplantes.

Cinco motivos para escolher a cirurgia robótica de implante capilar:

1 – Sem dor e sem cortes
2 – Anestesia local
3 – Alta no mesmo dia
4 – Retorno imediato as atividades

Após o procedimento, o paciente pode lavar o cabelo a partir do quinto dia. Entre 15 e 20 dias depois do transplante, todos os fios caem. A raiz fica e a partir daí, começa a germinar um novo fio, que será definitivo. Os cabelos começam a apontar na pele três meses após o transplante.